Pular para o conteúdo

São João Paulo II: Você permanecerá indiferente?

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II PARA O XXI DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES (1984)


(…) Dirijo-me sobretudo a vós, queridos meninos, meninas, jovens e não tão jovens, que vos encontrais no momento decisivo da vossa eleição. Gostaria de conhecer cada um de vocês pessoalmente, chamá-los pelo nome, falar de coração a coração sobre coisas extremamente importantes, não só para vocês individualmente, mas para toda a humanidade.

Gostaria de perguntar a cada um de vocês: O que você vai fazer da sua vida? Quais são seus projetos? Você já pensou em entregar sua existência totalmente a Cristo? Você acha que poderia haver algo maior do que levar os homens à Jesus e Jesus aos homens ?

(…) É claro que rezar pelas vocações não significa tratar apenas das vocações dos outros. Para todos, mas especialmente para vós, significa comprometer-se diretamente com a própria pessoa, oferecendo a própria disponibilidade a Cristo. Você já sabe que Ele precisa de você para continuar a obra de salvação. Você então permanecerá indiferente e inerte?

Hoje, queridos jovens, são muitas as vozes que tentam invadir a vossa consciência, como distinguir a Voz que dá o verdadeiro sentido à vossa vida? Jesus se faz sentir no silêncio e na oração. Neste clima de intimidade com Ele, cada um de vós poderá perceber o convite, doce e ao mesmo tempo firme, do Bom Pastor que vos diz: “Segue-me!” (cf. Mc 2, 14; Lc 5, 27).

Muitos de vocês são chamados a tornar presente o sacerdócio de Jesus; muitos outros se entregam totalmente a Ele, vivendo uma vida casta, pobre e obediente; muitos para se lançarem como missionários em todos os continentes. Muitas jovens são chamadas a oferecer seu amor exclusivo a Cristo, o único esposo de suas vidas. Cada chamado de Cristo é uma história de amor única e irrepetível.

Qual é sua resposta? Talvez você não tenha coragem de responder sim? Você se sente sozinho? Você se pergunta se é possível comprometer-se a seguir Jesus totalmente e por toda a sua vida?

Se ele te chamar e te atrair para si, tenha certeza de que ele não vai te abandonar. Muitas vezes lemos no Evangelho: “Não tenhais medo!” (cf. Mt 14, 27; Mc 6, 50); “Não vos deixarei órfãos” (Jo 14, 18). Significa que Ele conhece nossas dificuldades e dá aos chamados força e encorajamento para superá-las. Jesus é tudo em nossa vida; portanto, confie Nele!