Pular para o conteúdo

O Senhor vem atrás de seus pregadores

Das Homilias de São Gregório Magno, Papa, sobre os Evangelhos (Homilia 17:1-3)
 
Nosso Senhor e Salvador, amados irmãos, ensinai-nos ora com suas palavras, ora com suas obras. Seus atos, na verdade, são regras de conduta, já que por meio deles ele tacitamente nos dá a entender o que devemos fazer. Ele ordena aos seus discípulos que preguem dois a dois, pois o preceito da caridade é duplo, a saber, o amor a Deus e o amor ao próximo.
 
O Senhor envia os discípulos para pregar dois a dois, e assim nos diz sem palavras que aquele que não tem caridade para com os outros não pode aceitar o ministério de pregar de forma alguma.
 
Diz-se, com razão, que os enviou à sua frente para todas as cidades e lugares para onde pretendia ir. Pois o Senhor vem depois de seus pregadores, pois, tendo precedido a pregação, o Senhor vem então à morada dentro de nós, quando foi preparado pelas palavras de exortação, que abriram nosso espírito para a verdade. Nesse sentido, Isaías diz aos pregadores: Preparai um caminho para o Senhor; fazer uma estrada para o nosso Deus. Por isso, o salmista também lhes diz: “Tapei o caminho daquele que sobe acima do pôr-do-sol”. De fato, o Senhor se eleva acima do pôr-do-sol, pois foi precisamente no declínio de sua paixão que, com sua ressurreição, ele manifestou mais plenamente sua glória. Ele sobe acima do pôr-do-sol, porque, com sua ressurreição, pisoteou a morte que sofrera. Por isso, traçamos o caminho daquele que sobe acima do pôr-do-sol quando vos proclamamos a sua glória, para que Ele, vindo a seguir, vos ilumine com a sua presença amorosa.
 
Ouçamos o que o Senhor diz aos pregadores que envia aos seus campos: A messe é abundante, mas os trabalhadores são poucos; Orem, portanto, ao Senhor da messe para que envie trabalhadores para a sua messe. Portanto, para uma colheita abundante há poucos trabalhadores; Ouvindo isso, não podemos deixar de sentir uma grande tristeza, pois é preciso reconhecer que, embora haja pessoas que queiram ouvir coisas boas, faltam quem se dedique a anunciá-las. Eis como o mundo está cheio de sacerdotes e, no entanto, é muito difícil encontrar um trabalhador para a colheita do Senhor; Porque recebemos o ministério sacerdotal, mas não cumprimos os deveres deste ministério.
 
Pensem, pois, queridos irmãos, pensai bem no que diz o Evangelho: rogai ao Senhor da messe que envie trabalhadores para a sua messe. Ore também por nós, para que nosso trabalho por sua causa seja frutífero, e que nossa voz nunca deixe de exortá-lo, para que, depois de recebermos o ministério da pregação, sejamos acusados perante o justo Juiz por nosso silêncio.