Jesus é exigente, te pede sempre mais…

Somos Pedro e Antonella, pais de uma irmã contemplativa das Servidoras do Senhor e da Virgem de Matará. Com estas linhas, queremos dar testemunho de como vivemos a vocação de nossa filha.

Por muitos anos, ajudamos como catequistas em uma paróquia, alimentando a fé em Nosso Senhor Jesus Cristo, colocando-O no centro de nossas vidas, de tal modo que Ele mudou totalmente as nossos planos: De fato, quando deixas a porta do coração aberta para Deus, Ele entra e com uma doce violência e se torna o dono deste coração. Conhecemos o IVE por meio de uma missão popular que aconteceu em 2007, e terminou com minha filha tão encantada, que as irmãs que participaram, fizeram um convite para estar com elas alguns dias no convento que elas tem em Segni. No princípio, pensávamos que se tratava de uma grande admiração e estávamos super contentes com o entusiasmo que ela mostrava, mas em pouco tempo nos demos conta que se tratava de algo muito mais profundo: Ela havia descoberto a sua vocação. Para nossa família não foi nada fácil aceitar esta desisão, pois ela tinha apenas 15 anos, mas nós a víamos tão feliz e sempre mais convencida, que desta forma, reunimos todas as nossas forças e aceitamos, sabendo os kilometros que nos separariam fisicamente.

Jesus é exigente, te pede sempre mais. Nossa filha escolheu a vida mais dura que um pai possa aceitar: a vida contemplativa, uma escolha totalmente oposta da sociedade de hoje, onde os valores cristãos de respeito, amor e fidelidade são ridicularizados e depreciados. Muitas vezes os matrimônios cristãos se esquecem a formula da promessa que se recita durante a celebração do matrimônio: “Estais disposto a receber de Deus, com responsabilidade e amorosamente os filhos, e educá-los segundo a lei de Cristo e sua igreja? Pode acontecer que os pais coloquem os seus projetos acima dos projetos de Deus, tem expectativas em relação filhos, desejando o melhor para eles, como uma carreira, exito.. Isto acontece porque desejam ver realizado nos seus filhos o que eles não puderam realizar, e nos esquecemos que Deus tem um projeto para cada um de nós, um projeto que Ele quer ver realizado. O importante é não nos sentirmos donos da nossa própria vida e sim confiar completamente em Deus e Ele certamente fará grandes coisas (como fez com Maria na Anunciação, mesmo ela não sabendo o que aconteceria). A vida cristã não é sempre equilibrada, ela vem acompanhada de cruzes, dificuldades, amarguras, mas o importante e manter sempre acesa a luz da fé.

filha contemplativaFalando concretamente de nossa filha, que atualmente é monja contemplativa em um mosteiro na Holanda (Valkenburg), não é fácil viver uma distância de 1800km, mas a oração supera toda distância e é exatamente espiritualmente que nos sentimos mais  perto dela! Nos foi possível visitar o lugar onde ela vive, sentimos a sua vida e testemunhamos que o dia das contemplativas é uma contínua oração, centro da vida monástica e graças a elas e outras contemplativas no mundo, a igreja avança entre mil dificuldades. A vida contemplativa está centrado no “único necessário”: quando Jesus no Evangelho de Lucas, estava na casa de Marta e Maria, dirigia a Maria estas palavras, dizendo que havia escolhido a melhor parte, porque estava a Seus pés, escutando Sua Palavra. O silêncio e a asceses são elementos que favorecem para fazer da vida monástica uma oração incessante, um contínuo louvor de glória a Santíssima Trindade. Ainda que seja urgente nesses tempos o apostolado, em troca, é necessário que Deus chame algumas almas para se dedicarem só a Ele. E uma vocação, é um forte desejo de fazer frutificar a própria vida em união com Jesus, no silêncio e na solidão, tendo fixo diante dos olhos como guia, aquele farol luminoso de amor que sabe como fazer-nos chegar a Deus e descobrir o segredo para deixar-se continuamente iluminar por Sua luz. Santa Terezinha do Menino Jesus disse: “Oh Jesus, meu amor… por fim encontrei minha vocação! No coração da igreja, minha Mãe, eu serei o amor”. Em nossa filha está presente este desejo ardente de fazer sua vida fecunda em união com Jesus, na escuta de Sua Palavra… é uma maternidade espiritual da qual esperamos ver realizados seus frutos nesta terra e no Céu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *